O Coliseu de pernas para o ar

Les Crazy Coconuts | FLIC . Porto Estamos a tentar não flicar, com tantos gigas de fotografias que temos para vos mostrar (não era intenção haver rima, e eu ia dizer rimar, mas ia rimar outra vez e ficava foleiro).

O Flic foi incrível, excedeu em muito as espectativas de todos os que lá estavam. O aquecimento foi logo à entrada com Nitronious no topo a alimentar os ouvidos de quem tinha de escolher que música ouvir. A correria foi muita e felizmente havia um elevador para subir ao Salão Ártico, que contou com Memória de Peixe, B Fachada, e Lasers. Dispensámos com alegria aquela escadaria que podiam trazer problemas cardíacos à malta que por lá se passeava.

O sobe e desce era justificado, pois ver de tudo em tão pouco tempo era o desafio, daí que o Garden Saloon encheu e trouxe muita agitação e calor, com momentos em que as paredes escorriam… e não eram só as paredes. Les crazy Coconuts, Black Bombaim e Throes + The Shine e as DJ’s FanfaNash, mantiveram a sala bem cheia o tempo todo, com cabeças girantes e balanço de pernas agitado.

E de todo menos importante a Sala Praça, que acolheu Mind da Gap, Dealema, e mais agitadamente The Legendary Tigerman que não conseguiu ficar parado no palco e obrigou até os fotógrafos a cantar, e Gin Party Soundsystem que esses sim levaram todos pro palco e ninguém conseguiu ficar indiferente.

Á medida que o Coliseu ia esvaziando, os Maus Hábitos iam enchendo para um After Party que manteve os ânimos quentes, não estivesse toda a gente com o aquecimento feito depois de tanto saltar no ultimo concerto do Coliseu. Bem acordados estiveram até cerca das 7 da manhã com os Musseque Kuia.

Agora que já houve tempo de repor horas de sono, à carga para vos mostrar em grande um FLIC’zão!

Free Web Hosting