Cellos Rock em observação

Os finais de noite da passada sexta-feira e sábado foram preenchidos pela música no CCOB | Círculo Católico de Operários de Barcelos. Seis grandes concertos em duas noites. Na noite de 20 de Novembro: Gala Drop, aventureiros e experimentalistas, misturam rock e eletrónica, com um ritmo africano que dá identidade à banda; Filho da Mãe e Ricardo Martins, uma suadável junção entre a guitarra clássica e uma bateria, exploram o rock de diferentes formas; e Oba Loba constituído por Norberto Lobo & João Lobo, dançam entre um pop instrumental e uma improvisação orquestrada, maravilham o CCOB.
Na segunda noite, B Fachada (na foto), sem formalidades nas apresentações ainda é os que agita mais a sala, Pega Monstro (na foto) o duo de rock lisboeta Maria e Júlia, não têm parado e foram parar a Barcelos e Glockenwise, com o recente editado “Heat” disco apresentado no festival.

A principal crítica vai para o público, que se manteve envergonhado durante as duas noites, não dando especial atenção ao espaço, à música e à excelente iniciativa. Barcelos precisa de música e precisa de senti-la também.

As fotografias são da stalker Ana Bellamy [portefólio] que não se esqueceu de registar os concertos da segunda noite e nos enviar.

Free Web Hosting