Sobre o Projeto

Indie Music Fest @Luis Sousa . Musica em DX

O “Stalking Project” surge de uma paixão por fotografar a música ao vivo, por congelar o instante que uma nota musical ou letra pode conter, e guardar esse momento para sempre. Surge também com a intenção de fazer chegar às pessoas, que estiveram ou não a assistir, uma visão do que é o olhar de alguém sente a música através das expressões, luzes e movimentos que ficam congelados nessas mesmas imagens.

O nome remete para as origens do projeto, onde num primeiro momento, as imagens captadas apresentam a postura de um verdadeiro stalker: no meio do público, com uma câmara amadora, a captar o que de mais puro existe: a felicidade de criar música, e partilhá-la com o mundo. As fotos desses primeiros concertos representam assim o nascimento de um projeto que viria a ter como objetivo documentar, numa fase inicial, o crescimento da música nacional, e mais tarde, engloba fotografar todo o ato de pisar um palco, e de deixar as pessoas felizes.

“Stalking Project” persegue assim mais música que nunca, tendo começado, oficialmente, no Fusing Culture Experience 2014, fotografando cerca de 20 bandas em 3 dias. Inicia-se então uma longa viagem que percorre o país de norte a sul, documentando festivais como Indie Music Fest, Bons Sons, Jardins Efémeros, InDouro Fest, Sound Bay Fest. Eventos como a FLIC, Noites Ritual ou Jameson Lazy Sessions são apenas alguns nomes que já foram ‘’stalkados’’ com toda a eficácia, começando-se assim a construir uma comunidade, que visa crescer cada vez mais, e atingir objetivos maiores. E vocês, já foram “stalkados”?

Free Web Hosting